MULHER & SONHO

MULHER  & SONHO
SER MULHER ...SEMPRE!

sexta-feira, 6 de julho de 2007

POEMA DA GRATIDÃO(ORAÇÃO DA GRATIDÃO)



- Senhor, nós desejamos agradecer, agradecer a tudo o que nos destes, tudo o que nos das: o ar, o pão, a paz. Gostaríamos de agradecer-te a beleza que vislumbramos nos painéis da natureza; agradecer-te a visão, a felicidade de poder enxergar. Com os olhos vemos a terra, vemos o céu, detemo-nos no mar. Graças à misericórdia da visão, Senhor, podemos contemplar o nosso amor. No entanto, diante de nossa claridade visual, há os que não tem amanhecer, e se debatem nas trevas sem a hora matinal. Deixa-nos, por eles, orar. Nós sabemos que depois desta vida, na outra vida, eles também poderão enxergar. Muito obrigado, Senhor, pelos ouvidos meus, ouvidos que me foram dados por Deus e que ouvem o tamborilar da chuva no telheiro; a melodia do vento nos ramos do salgueiro; as lagrimas que choram nos olhos do mundo inteiro; a voz melancólica do boiadeiro. Ouvidos que escutam a melodia do povo, que desce do morro a praça a cantar; que, ouvidas, não se esquecem jamais. Pela minha felicidade de ouvir, deixa-me pelos surdos pedir. Eu sei que depois desta vida, na outra vida, eles também poderão ouvir. Muito obrigado pela minha voz. E também pela voz que canta, pela voz que ama, que fala de ternura, pela voz que liberta o homem da amargura. Obrigado pela voz da comunicação, pela voz que ensina, que ilumina, pela voz que nos da consolação. Mas, diante de tanta melodia, recordo os que padecem de afasia, os que não podem cantar a noite, nem falar de dia. Deixa-me, por eles, orar. Um dia eles também vão falar. Obrigado pelas minhas mãos, mas também pelas mãos que amam, pelas mãos que lavram, que aram, que trabalham, que semeiam. Pelas mãos que colhem, que recolhem. Pelas mãos da caridade, da solidariedade. Pelas mãos do amor. Pelas mãos que cuidam das feridas, as misérias da vida. Pelas mãos que lavram as leis, que firmam decretos, que escrevem poemas de amor, que escrevem cartas, livros, e pelas mãos da caricia. Mas, sobretudo, pelas mãos que no seio abrigam os filhos do corpo alheio. E pelos pés que me levam a andar, obrigada, Senhor, porque posso caminhar. Diante do corpo perfeito deixa-me louvar porque tenho vida na terra, olhando os que jazem no leito de dor, os paralíticos, os aleijados, os amputados, aleijados, infelizes, marcados, desgraçados, deixa-me por eles orar. Um dia bailarão, na outra encarnação. Obrigado, Senhor, pelo meu lar, meu doce cantinho, minha tapera, minha favela, meu ninho, minha mansão, meu bangalô, meu palácio, meu lar de amor, meu amor. Quem pode viver sem o amor? Seja o amor de uma mulher, de um irmão, de um amigo, de um aperto de mão. Ate de um cão. Quem suporta a solidão? Mas se eu não tiver ninguém, nem um amigo para minha mão estreitar, nem uma cama para me deitar, nem lar, nem mesmo lar, deixa-me dizer-te, Senhor que tenho a ti, que amo a vida, que e nobre, colorida. Deixa-me dizer que creio em ti, dar graças porque nasci. Obrigado, Senhor, pela crença. Muito obrigado, Senhor. Poema de Amélia Rodrigues, por vezes usado por Divaldo Pereira Franco para concluir suas palestras.

quarta-feira, 4 de julho de 2007

CARTA DE UM FILHO A UM PAI



Querido pai:Hoje eu saí batendo a porta com força.Não era a primeira vez que eu reagia dessa maneira depois de uma discussão com você. Mas algo no seu olhar cansado, um apelo mudo atirado em minha direção, pouco antes de eu sair tão afoitamente, me fez raciocinar melhor. Descobri, nesse momento, o quanto sou intolerante com os seus pontos de vista. Eu, que poderia me orientar pelo seu exemplo, de homem ponderado, bondoso, às vezes até tímido, que nunca ergueu a mão para mim nem abusou da sua posição de pai.Eu o estava submetendo a muitas humilhações. Quero confessaro quanto fui injusto com você. Quantas vezes eu o chamei de quadrado perante os meus amigos... E você, com uma paciência infinita, mal tentava se justificar, submetendo-se aos risos de outros rapazes que também poderiam ser seus filhos. Lembra-se de quando eu insisti em comprar uma moto? Bati o pé, ameacei largar os estudos que você estava pagando, disse que ia embora de casa e quando a coisa chegou a esse ponto, que remorso a recordação disso me causa neste momento, você quis ceder.E para quê? Para me ter a seu lado, para satisfazer um capricho meu, uma teimosia injustificada. Eu devia estar louco para querer uma máquina que manteria você e mamãe acordados todas as noites, enquanto eu não voltasse vivo para casa. Quando eu entrasse, encontraria você dormindo no sofá, diante da televisão fora do ar. E você, com receio de despertar em mim um riso irônico ou uma palavra de recriminação, jamais confessaria estar à minha espera.- Eu estava assistindo a um filme e adormeci - diria você, um pouco envergonhado por demonstrar a fraqueza de me amar.Fico pensando, agora, que você não teve vez. Quando moço, quando criança, que é o melhor tempo da nossa vida, você sofreu a tirania de um pai rude, homem de poucas palavras e de muitas palmadas, como você mesmo me contou muitas vezes. Quando chegou o seu momento de ser pai, nasci eu. A quem você nunca tratou como foi tratado, talvez por se lembrar de como é humilhante ter um pai mandão e teimoso. Eu sei que pedir desculpas não adianta muito. Mas talvez seja um começo.Pensando bem, eu me orgulho de você. Então, porque não dizer isso? Por que não agir de acordo com esse sentimento? Alguma coisa está errada entre nós e receio muito que seja eu. Penso que não vai ser fácil para mim mudar de repente. Mas prometo fazer de tudo para agir como um filho que tem um pai bom, honesto, maravilhoso como você é.
www.rivalcir.com.br

DEUS NÃO ESCOLHE OS CAPACITADOS


Conta certa lenda,que estavam duas criançaspatinando num lago congelado. Era uma tarde nubladae fria e as crianças brincavam despreocupadas. De repente, o gelo se quebroue uma delas caiu,ficando presa na fenda que se formou. A outra, vendo seu amiguinho presoe se congelando, tirou um dos patinse começou a golpear o gelo com todasas suas forças, conseguindo por fimquebrá-lo e libertar o amigo. Quando os bombeiros chegarame viram o que havia acontecido,perguntaram ao menino: - Como você conseguiu fazer isso? É impossível que tenha conseguido quebrar o gelo,sendo tão pequeno e com mãos tão frágeis! Nesse instante, um ancião que passava pelo local,comentou: - Eu sei como ele conseguiu. Todos perguntaram: - Pode nos dizer como? - É simples - respondeu o velho.- Não havia ninguém ao seu redor,para lhe dizer que não seria capaz.
(Albert Einstein)
"Deus nos fez perfeitos e não escolhe os capacitados,capacita os escolhidos. Fazer ou não fazer algo só dependede nossa vontade e perseverança”.

DESEJO A VOCÊ...


Fruto do mato Cheiro de jardim Namoro no portão Domingo sem chuva Segunda sem mal humor Sábado com seu amor Filme do Carlitos Chope com os amigos Crônica de Rubem Braga Viver sem inimigos Filme antigo na TV Ter uma pessoa especial E que ela goste de você Música de Tom com letra de Chico Frango caipira em pensão do interior Ouvir uma palavra amável Ter uma surpresa agradável Ver a banda passar Noite de lua cheia Rever uma velha amizade Ter fé em Deus Não ter que ouvir a palavra não Nem nunca, nem jamais e adeus. Rir como criança Ouvir canto de passarinho Sarar de resfriado Escrever um poema de amor Que nunca será rasgado Formar um par ideal Tomar banho de cachoeira Pegar um bronzeado legal Aprender uma nova canção Esperar alguém na estação Queijo com goiabada Pôr-do-sol na roça Uma festa Um violão Uma seresta Recordar um amor antigo Ter um ombro sempre amigo Bater palmas de alegria Uma tarde amena Calçar um velho chinelo Sentar numa velha poltrona Tocar violão para alguém Ouvir a chuva no telhado Vinho branco Bolero de Ravel E muito carinho meu.
(Carlos Drummond de Andrade)

domingo, 1 de julho de 2007

SILÊNCIO...


Imagine...Que um Anjo de Deus está a seu lado neste momento...Silêncio...Mantenha-se tranqüilo(a) e pense em todos os problemasque gostaria de solucionarTudo que lhe angustia, que lhe faz chorar,lhe oprime, lhe preocupa, lhe deixa triste.Deixe de ter medo do futuro, de equivocar-se,de escolher um caminho errado...Pense agora em tudo isso... Abra o seu coraçãoe imagine-se entregando tudo isso a Deus.Coloque suas mãos em posição de entrega.Imagine-se entregando seus problemas agora, como quem entregaum saco bem pesadoa outra pessoapara que o leve.Agora, imagine tudo de bomque você quer que aconteça,ou que já tenha acontecido na sua vida.Momentos de felicidade, de amizade, de carinho, depaz, de amor.Imagine-se colocando tudo isso em Suas mãos, e faça um gesto de estar guardando em seu coração, como se guardasse uma jóia numa caixa.Guarde esse tesouro bem dentro de você,e dê “Graças”, com muita fé, de coraçãoAgradeça...por tudo debom que virá e por tudode mal que irá embora.Conte até três e respire bem fundo.Agora...Imagine que o Anjo vooue está levando as suas orações até Deus.

Procure fazer as pequenas coisas de maneira extraordinária

  • Sarah Brightman-Live from Las Vegas
  • DVD-YANNI TRIBUTE
  • Quem mexeu no meu queijo...
  • Obras de Joanna de Ângelis
  • O que podemosaprender com os Gansos.
  • Onde Existe Luz( Paramahansa Yogananda)
  • Você faz a diferença(Como sua atitude pode revolucionar sua vida)
  • Livros de Auto -ajuda
  • O monge e o Executivo
  • Livros Espíritas

VOCÊ ME VISITOU QUE BOM"

  • Q (1)

UMA VIAJANTE ATRAVÉS DO TEMPO...

Minha foto

Falar de mim...sou uma pessoa legal.amiga,amada,amando muito...uma esposa dedicada.Sou espírita...feliz.

Frase que eu gosto:"QUANDO NÃO SE SABE AONDE QUER IR ,TODOS OS CAMINHOS LEVAM A LUGAR NENHUM..."

EU ESTAVA LHE ESPERANDO... PODE ENTRAR!

"Na vida só há um modo de ser feliz. Viver para os outros."Léon Tolstoi

O Caminhante...

HARMONIA

HARMONIA
SEM PALAVRAS...UM MOMENTO