MULHER & SONHO

MULHER  & SONHO
SER MULHER ...SEMPRE!

quinta-feira, 6 de setembro de 2007

A MISSÃO DE CADA UM



Frequentemente, eu me pergunto:
"O que cada um de nós está fazendo neste planeta?"Se a vida for somente tentar aproveitar o máximo possívelas horas e minutos, esse filme é bobo.Tenho certeza de que exista um sentido pior em tudo o que vivemos.Para mim, nossa vinda ao planeta Terra tem basicamente dois motivos:evoluir espiritualmentee aprender a amar melhor.Todos os nossos bens na verdade não são nossos.Somos apenas as nossas almas.E devemos aproveitar todas as oportunidades que a vidanos dá para nos aprimorarmos como pessoas.Portanto, lembre sempre que os seus fracassos são sempre osmelhores professores e é nos momentos difíceis que as pessoasprecisam encontrar uma razão maior para continuar em frente.As nossas ações, especialmente quando temos de nos superar,fazem de nós pessoas melhores.A nossa capacidade de resistir às tentações,aos desânimos para continuar o caminhoé que nos torna pessoas especiais.Ninguém veio a essa vida com a missão de juntar dinheiroe comer do bom e do melhor.Ganhar dinheiro e alimentar-se faz parte da vida,mas, não pode ser a reaão da vida.Tenho certeza de que pessoas comoMartin Luther King, Mahatma Ghandi, Nelson Mandela,Madre Tereza de Calcutá, Irmã Dulce, Betinhoe tantos outras anônimas,que lutaram e lutam para melhorar a vida dos mais fracose dos mais pobres, não estavam motivadas pelaidéia de ganhar dinheiro.O que move essas pessoas generosas a trabalhar diariamente,a não desistir nunca?A resposta é uma só:a consciência de sua missão nesta vida.Quando você tem a consciência de que através do seu trabalhovocê está realizando sua missão você desenvolve uma força extra,capaz de levá-lo ao cume da montanha mais alta do planeta.Infelizmente, muita gente se perde nesta viagem e distorceo sentido de sua existência pensando que acumular bens materiaisé o objetivo da vida.E quando chega no final do caminho percebe que o caixãonão tem gavetas e que ela só vai poder levar daqui o bemque fez às pessoas.Se você tem estado angustiado sem motivo aparente está aíum aviso para parar a refletir sobre o seu estilo de vida.Escute a sua alma:ela tem a orientação sobre qual caminho seguir.
Vibrações de Paz e Harmonia!!!
Autor Roberto Shinyashiki

terça-feira, 4 de setembro de 2007

DEPOIS DA TEMPESTADE(Desconheço a autoria)






Depois das grandes tempestades em nossas vidas, às vezes, ao invés da bonança esperada, costumamos fechar a alma para balanço. E, por mais que digamos estar disponíveis ao diálogo, bem no fundo do nosso coração colocamos uma porta. E esta porta fica tão trancada que, se nós mesmos não a abrirmos, tornar-se-á quase que intransponível. Como se nossa casa tivesse sido saqueada e o medo de que fosse arrombada de novo não nos deixasse viver sossegados. Visitantes cadastrados até poderiam chegar ao jardim... Mas passar da soleira, quem disse? E ficamos tantas vezes nos perguntando o porquê de ninguém se aproximar muito de nós se pensamos, numa atitude de bloqueio à verdade, que estamos dando espaço para que todos nos visitem. Fingimos não enxergar o letreiro luminoso de "passagem proibida" ou os cadeados enormes que colocamos nos portões e nos muros que erguemos ao redor de nós, porque é duro admitir que temos medo de mais experiências depois que uma, duas, três ou mil delas não deram certo. Mas se só as pessoas sensíveis enxergam esse bloqueio, e elas são cada vez em número menor, as não tão persistentes se afastam com medo de que soltemos os cães bravos em cima delas e as ponhamos para correr. Assim acabamos, por comodismo, ficando com as pessoas menos perigosas; com aquelas com quem sabemos que nunca chegaremos a ter envolvimento maior, até porque sua percepção não é tão aguçada para penetrar no nosso interior. Ficamos com aquelas com quem temos menos afinidade e pouco cumplicidade, principalmente aquela que vem do fundo da alma, porque não queremos que ninguém invada a fortaleza inexpugnável dos nossos segredos, onde guardamos as mágoas, os ódios não passados a limpo e os amores mal sucedidos. Não queremos saber de quem nos leia pensamentos e não pretendemos nos prender a nada, embora digamos sempre o contrário e saibamos que a falta das amarras num porto onde poderemos atracar quando estamos à deriva pode constituir uma bela teoria de liberdade, mas não nos gratifica, pois o ser humano não nasceu para ficar só. Nós, hoje, mal ou bem podemos escolher nossos amores e amigos. E que possamos escolher os melhores, e não os mais cômodos. E que possamos, também, ter alguns inimigos e, entre os nossos conhecidos, pessoas incompatíveis conosco, porque são eles que nos ajudam a superar os nossos limites e nos botam para frente, nem que seja para que lhes mostremos do que e o quanto somos capazes. Precisamos ter histórias para contar, sejam elas com finais tristes ou felizes. Precisamos passar por experiências que nem sempre são gratificantes, pois uma existência passada em brancas nuvens é uma existência sem frutos. Um dia, talvez, venhamos a entender melhor os mistérios da vida e, para chegarmos a um determinado ponto, muitas vezes teremos que passar por vários obstáculos. Talvez entendamos que precisamos nos purificar sofrendo várias provações até conseguir nossos objetivos e receber alguma recompensa. Algumas doutrinas religiosas e filosóficas tentam explicar porque algumas pessoas sofrem e outras são poupadas e porque alguns de nós encontram suas metades e outros passem a vida inteira a procurá-las. Mas são explicações que talvez nós leigos, não consigamos facilmente entender. A única coisa que podemos arriscar, é que nada acontece por acaso (ou será que acontece?). Talvez, quando sofremos, estejamos passando por um processo de purificação que nunca será entendido ou aceito por nós enquanto estivermos vivendo a experiência. Talvez, quando procuramos alguém ou alguma coisa, estejamos nos informando; talvez, quando encontramos tanta gente incompatível conosco, é porque, de alguma maneira, somos ou fomos as pessoas determinadas a surgir em suas vidas, seja para suportá-la, ajudá-las ou para que, através delas, aprendamos alguma lição importante: da serenidade à perseverança, da paciência à fé. Mas, por mais que apanhemos, que nos escondamos para fugirmos da vida, de nós mesmos, dos machucados e rejeições ... Tudo passa. O desespero nunca foi solução para nada, pois, afinal, não há mal que sempre dure e nem bem que nunca acabe. A vida sempre seguirá dando voltas. Tomara que saibamos aproveitar as ascensões para levantar quem estiver próximo de nós e as quedas para aprendermos a ser humildes.

MENSAGENS PENSAMENTOS E SENTIMENTOS(Lucia Helena dos Santos)


Vivemos imersos no mar de pensamentos de toda a humanidade – o chamado “pensamento massa”. A maior parte do tempo, você capta estes pensamentos, aceita-os, dá-lhes força (nutrindo-os com seus sentimentos) e os envia adiante. A partir daí, torna-se responsável por eles, pois contribuiu para melhorar ou piorar a qualidade do “pensamento massa”.
É um erro acreditar que os pensamentos sejam invisíveis e que se desfazem no infinito. O que você pensa fica registrado em seu corpo físico, nos móveis, nas paredes da casa, na atmosfera do seu mundo, nos relacionamentos e nos trabalhos que produz.
Você é, agora, o resultado do que pensou até hoje.
Diz um provérbio milenar: “junte Amor no pão que amassar; embrulhe Força e Coragem no pacote que amarrar para a mulher de rosto cansado; entregue Confiança no dinheiro que vai pagar ao homem de olhos desconfiados”.
Os maus pensamentos e sentimentos causam danos, tanto para o pensador como para os outros, sendo fonte de muitas doenças.
Anteriormente, só as doenças psíquicas eram ligadas a pensamentos e sentimentos imperfeitos, mas já é tempo de discernir que variadas doenças físicas nasceram de pensamentos e sentimentos descontrolados. Não só as do coração! Muitas de estômago e pele são conseqüências de pensamentos e sentimentos destrutivos.
Cada mau pensamento e sentimento nos distancia do nosso Sol Espiritual, o Cristo, a fonte da nossa vida e imunidade. Quando nos afastamos de Deus, nos tornamos campos férteis para todo tipo de doença.
O que torna um ser humano mais desenvolvido que outro é que um deles controla melhor seus pensamentos e sentimentos e os usa conscientemente.
Para você adquirir esse controle, o primeiro passo é estabelecer o observador de si mesmo. Esse vigilante silencioso logo ajudará a discernir entre seus bons e maus pensamentos.
Você descobrirá que a saúde, a convivência e tudo que nos cerca, resulta da qualidade dos nossos pensamentos e sentimentos. Só então pode deixar o papel de vítima e assumir a consciência de ser o Criador Responsável.
Esse observador pode ser visualizado, a princípio, como um olho dentro da cabeça (o terceiro olho), sentindo-o como o Olho Onividente, a Vista de Deus em si, o Pensador Perfeito.
A mente é semelhante a um aparelho de rádio e podemos selecionar as emissoras, ou seja, os tipos de pensamentos que desejamos captar. Escolhamos então a melhor emissora! A Mente de Deus!
Os grandes mestres da música, da pintura, da literatura, os maiores pensadores foram apenas pessoas que ousaram aspirar por uma perfeita sintonia com a Mente de Deus. Realizaram então obras que contribuíram e contribuem para a evolução da humanidade.
O pensamento é a flecha. O sentimento, o arco que a impulsiona. Sejamos arqueiros conscientes e, com toda concentração, miremos o único alvo de valor: a Mente de Deus.
Todas as formas velam um atributo, uma mensagem, um ensinamento. O jasmim do cabo ou Gardenia jasminoides Ellis é um ser nativo da antiga Pérsia, que traz um simbolismo, uma mensagem muito importante para cada um de nós neste momento.
Olhe para o jasmim e transforme-se nele, pois ele é pureza transmitida pela alvura de suas pétalas, que também emanam inofensividade, regeneração, paz, dignidade e elegância. Do seu centro, o jasmim exala maravilhoso perfume, que são seus pensamentos e sentimentos, abençoando toda criação, todo o exterior.
A essência floral do jasmim é obtida da seguinte forma: ao nascer do sol, colhe-se uma flor bem aberta e perfeita. Mergulha-se a flor em um litro de água pura, em vasilha de vidro transparente. Deixa-se ao sol durante todo o dia. Ao entardecer, estará pronta para ser tomada. A dosagem fica a critério da observação pessoal de cada um.
Esta essência facilita a sintonia de nossa mente com a Mente do nosso Deus interior, fonte de toda beleza, harmonia, pureza, perfeição, criatividade e iluminação. Proporciona um novo nascimento, regeneração e melhoria na auto-estima.
O nome jasmim significa “exalar a beleza e a perfeição que jaz em mim”. Sejamos jasmins e vivamos no interior do seguinte pensamento: Eu Sou o pensamento e sentimento criadores perfeitos, presentes nas mentes e corações de todos, em todos os lugares.

BELEZA...(Lucia Helena dos Santos)


O milagre do Raio da Beleza no adorno de nossas vidas diárias elevará a humanidade.
O caminho mais curto para se fazer contato com Deus é através da Beleza.
Vejamos o que faz a Beleza para quem aspira por ela:
Expande a consciência
Inspira novos ideais
Harmoniza a mente e as idéias desconexas
Traz novas revelações
Libera energia criativa
Suscita alegria e amor; dissipa o temor
Desperta sentimentos de unidade
Abre as portas da generosidade
Desperta maior tolerância
Nos enche de solenidade
Regula a circulação do sangue
Regenera a secreção das glândulas
Melhora a assimilação dos alimentos
Cria relações humanas corretas
Aumenta a benevolência
Revela o sentido do infinito e do imortal.
O resultado do caminho evolutivo é a beleza. Não podemos desfrutar a vida sem expressar beleza, sem viver a beleza. A beleza é o alimento para nossas almas, é o desejo mais nobre. A beleza cura, a beleza expande nossa consciência, a beleza transforma nosso interior.
A natureza cria beleza em uma grande variedade: sementes, insetos, pássaros, peixes; Animais, seres humanos, estrelas, galáxias e mais além. Cria todas as manifestações da beleza. A beleza é a manifestação do propósito latente em toda a atividade do cosmos.
Ah! Como são belas as flores! Não é brincadeira dizer que nas flores o Céu se manifesta na Terra.
Como é glorioso admirar o nascer e o pôr do sol em um jardim florido.
Abençoados são os que aspiram pela beleza.
Devemos abrir o caminho para a chegada da beleza. A ponte da beleza nos conduzirá a um novo tempo.
Imantada pelo pensamento da beleza, convido a todos a enchermos de beleza os nossos pensamentos e sentimentos, o nosso mundo pessoal, a cultivarmos belos jardins e, em uníssono, aspirarmos por uma convivência solidária e harmoniosa, em uma cidade humana, pacífica e muito, muito florida. É permitido a todos nós cultivar jardins de beleza.
Na luta do dia a dia, repitamos sempre: Beleza! Beleza! Beleza!
Trago hoje para todos, um talismã: A Consciência da Beleza.

SINTO VERGONHA DE MIM...


"Sinto vergonha de mim por ter sido educador de parte desse povo, por ter batalhado sempre pela justiça, por compactuar com a honestidade, por primar pela verdade e por ver este povo já chamado varonil enveredar pelo caminho da desonra.
Sinto vergonha de mim por ter feito parte de uma era que lutou pela democracia, pela liberdade de ser e ter que entregar aos meus filhos, simples e abominavelmente, a derrota das virtudes pelos vícios, a ausência da sensatez no julgamento da verdade, a negligencia com a família, célula-mater da sociedade, a demasiada preocupação com o "eu" feliz a qualquer custo, buscando a tal "felicidade" em caminhos eivados de desrespeito para com o seu próximo.
Tenho vergonha de mim pela passividade em ouvir, sem despejar meu verbo, a tantas desculpas ditadas pelo orgulho e vaidade, a tanta falta de humildade para reconhecer um erro cometido, a tantos "floreios" para justificar atos criminosos, a tanta relutância em esquecer a antiga posição de sempre "contestar", voltar atrás e mudar o futuro.
Tenho vergonha de mim pois faço parte de um povo que não reconheço, enveredando por caminhos que não quero percorrer... Tenho vergonha da minha impotência, da minha falta de garra, das minhas desilusões e do meu cansaço.
Não tenho para onde ir pois amo este meu chão, vibro ao ouvir meu Hino e jamais usei a minha Bandeira para enxugar o meu suor ou enrolar meu corpo na pecaminosa manifestação de nacionalidade. Ao lado da vergonha de mim, tenho tanta pena de ti, povo brasileiro! De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto".

O VENTO QUE SOPRA PELAS FLORES(Lee Paton)


Uma História Tibetana De Cura .

Há vários anos atrás, em Seattle, Washington, vivia um refugiado tibetanode 52 anos de idade. "Tenzin", é como vou chama-lo, foi diagnosticadocomo portador de uma forma de linfoma das mais fáceis de curar. Ele foiinternado em um hospital e recebeu a primeira dose de quimioterapia. Masdurante o tratamento, este homem normalmente gentil tornou-se agressivoe irritado; arrancou a agulha intravenosa de seu braço e negou-se acooperar. Ele então gritou com as enfermeiras e discutiu com todos aoseu redor. Os médicos e enfermeiros ficaram desconcertados.Depois, a esposa de Tenzin falou com o pessoal do hospital. Ela contou queTenzin foi um prisioneiro político dos chineses por 17 anos. Eles mataramsua primeira esposa e ele foi repetidamente torturado e brutalizadodurante todo o tempo em que esteve preso. As normas e regulamentos dohospital, juntamente com a quimioterapia, fez Tenzin recordar todo osofrimento que passou nas mãos dos chineses."Eu sei que vocês querem ajuda-lo," ela disse, "mas ele se sente torturadopelo tratamento. Eles fazem com que ele sinta ódio internamente " da mesmamaneira que os chineses fizeram ele se sentir. Ele prefere morrer do queviver com o ódio que ele está sentindo agora. E, segundo nossas crenças, émito ruim ter tamanho ódio no coração na hora da morte. Ele precisa estarapto para rezar e limpar seu coração." Assim, o médico dispensou Tenzine recomendou uma equipe da clínica de repouso para visita-lo em casa. Euera a enfermeira encarregada de cuidar dele. Eu entrei em contato com umrepresentante da "Anistia Internacional" para pedir-lhe conselhos. Eleme disse que a única forma de sanar o trauma da tortura era "falar arespeito". "Essa pessoa perdeu sua confiança na humanidade e sente quea esperança é impossível." Mas quando eu encoragei Tenzin a falar sobresuas experiências, ele ergueu suas mãos e me fez parar. Ele disse,"Eu preciso aprender a amar de novo se eu quiser curar minha alma. Suatarefa não é fazer perguntas. Sua tarefa é me ensinar a amar novamente."Respirei profundamente e perguntei,"E como eu posso faze-lo amar de novo""Tenzin respondeu prontamente,"Sente-se, tome meu chá e coma meus biscoitos."O chá tibetano é um chá preto forte, coberto com manteiga de iaque esal. Não é fácil de bebe-lo! Mas, foi o que eu fiz. Por várias semanas,Tenzin, sua mulher e eu nos sentamos juntos e tomamos chá. Nós tambémconversamos com os médicos para achar formas de tratar suas doresfísicas. Mas era sua dor espiritual que deveria ser diminuída. Cadavez que eu chegava, via Tenzin sentado de pernas cruzadas em sua cama,recitando preces de seus livros. Com o passar do tempo, sua mulher foipendurando mais e mais "thankas", badeirolas budistas coloridas, nasparedes. Em pouco tempo, o quarto parecia um colorido templo religioso.Na chegada da primavera, eu perguntei o que os tibetanos faziam quandoestavam doentes na primavera. Ele abriu um grande sorriso e disse,"Nós nos sentamos e aspiramos o vento que sopra pelas flores."Eu pensei que ele estava falando poéticamente, mas suas suas palavraseram literais. Ele explicou que os tibetanos fazem isso para serempulverizados com o pólen das novas floradas, carregadas pela brisa. Elesacreditam que esse pólen é um potente medicamento. No primeiro momento,achar muitas floradas parecia um pouco difícil. Mas, um amigo sugeriuque Tenzin visitasse algumas floriculturas locais. Eu liguei para ogerente de uma floricultura e expliquei-lhe a situação. Sua reaçã oinicial foi "Você quer o que"""? Mas quando eu expliquei melhor o meupedido, ele concordou. Então, no final-de-semana seguinte, eu busqueiTenzin, sua esposa e suas provisões para a tarde: chá preto, manteiga,sal, chícaras, biscoitos, almofadas e livros de preces. Eu os deixei nafloricultura e combinei de pega-los às 17 horas. No outro final-de-semana,visitamos uma outra floricultura. E mais outra no terceiro fim-de-semana.Na quarta semana, eu comecei a receber convites das floriculturas paraTenzin e sua mulher para voltarem novamente. Um dos gerentes disse,"Nós temos uma nova remessa de nicotianas e lindas fuchsias"ah, sim! Etemos belas dafnias. Eu sei que eles vão adorar o perfume das dafnias! Eeu quase me esqueci! Temos uns novos bancos de jardim que Tenzin e suaesposa vão adorar!"No mesmo dia, outra floricultura ligou dizendo que eles tinham recebidobirutas coloridas para Tenzin saber de que direção o vento estavasoprando. Logo, as floriculturas estavam competindo pelas visitasde Tenzin. As pessoas começaram a se importar com o casal tibetano.Os empregados arrumavam os móveis de frente para o vento. Outros traziamágua quente para o chá. Alguns fregueses regulares deixavam seus carrinhosde compras próximos do casal. E no final do verão, Tenzin voltou ao seumédico para novos exames e determinar o desenvolvimento da doença. Mas odoutor não achou nenhuma evidência de câncer. Ele estava abobalhado; disseà Tenzin que ele simplesmente não sabia explicar aquilo. Tenzin levantouseu dedo e disse,"Eu sei porque o câncer se foi. Ele não podia mais viver num corpo tãocheio de amor. Quando eu comecei a sentir a compaixão das pessoas daclínica, dos empregados das floriculturas, e todas essas pessoas quequeriam saber de mim, eu comecei a mudar por dentro. Agora, eu me sintoafortunado por ter a oportunidade de ser curado dessa forma. Doutor,por favor, não acredite que a sua medicina é a única cura. Às vezes,a compaixão pode também curar um câncer."

domingo, 2 de setembro de 2007

AS MULHERES SÃO VERDES...






Conversando com um velho homem, um jovem desabafou:
- Há tanto tempo venho querendo conhecer uma garota e hoje, conseguindo falar-lhe por telefone, fiquei decepcionado.

- Mas por que? - indagou o velho homem.

- Eu lhe perguntei timidamente como ela era e ele - rindo! - respondeu - sou verde.

- E por que a resposta o chocou?

- Ora, amigo, ela estava debochando de mim!.

Ouvindo isso, o velho homem pôs-se a falar:
- Meu jovem, você não entendeu que ela estava se comparando a uma árvore.

- Árvore? Como assim ???

- Menino, as mulheres são como árvores:
- Elas fincam raízes no solo dos nossos corações;
- Têm paciência e capricho com o próprio crescimento;
- Seus braços são poderosos e, ao abraçá-las, nossos espíritos recebem renovadas energias;
- Elas amam e cuidam dos seus frutos, mesmo sabendo que um dia o mundo os levará para longe delas.

- Outras - aquelas que não dão frutos - oferecem sua sombra àqueles que necessitam de descanso;
- Quando açoitadas por fortes ventos da vida, elas emanam o perfume da força e da fé, acalmando-nos, por mais assustadora que seja a noite;
- Sua seiva são as lágrimas de dor ou de alegria quando em presença do machado ofensor ou do regador daqueles que as amam;
- Seus corações vão alto o suficiente para escutarem mais de perto os recados do céu;
- Elas reverdecem as florestas dos homens, as ruas das cidades, as avenidas, os acostamentos de estradas e as beiras de rios;
- Elas entendem o campo dos passarinhos e, mais do que ninguém, elas valorizam e protegem seus ninhos;
- Suportam melhor a solidão e as vicissitudes que a vida às vezes nos impõe;
- No mundo, elas nascem em maior número para que o verde da esperança jamais empalideça.
- Meu menino, todas as mulheres são árvores, todas as mulheres são verdes.

Ao final do relato, refletiu o rapaz:
- Eu tenho um triste jardim no peito: nele está faltando uma árvore. . .
. . . e correu para o telefone mais próximo . . .


Autor - Silvia Schmidt

Procure fazer as pequenas coisas de maneira extraordinária

  • Sarah Brightman-Live from Las Vegas
  • DVD-YANNI TRIBUTE
  • Quem mexeu no meu queijo...
  • Obras de Joanna de Ângelis
  • O que podemosaprender com os Gansos.
  • Onde Existe Luz( Paramahansa Yogananda)
  • Você faz a diferença(Como sua atitude pode revolucionar sua vida)
  • Livros de Auto -ajuda
  • O monge e o Executivo
  • Livros Espíritas

VOCÊ ME VISITOU QUE BOM"

  • Q (1)

UMA VIAJANTE ATRAVÉS DO TEMPO...

Minha foto

Falar de mim...sou uma pessoa legal.amiga,amada,amando muito...uma esposa dedicada.Sou espírita...feliz.

Frase que eu gosto:"QUANDO NÃO SE SABE AONDE QUER IR ,TODOS OS CAMINHOS LEVAM A LUGAR NENHUM..."

EU ESTAVA LHE ESPERANDO... PODE ENTRAR!

"Na vida só há um modo de ser feliz. Viver para os outros."Léon Tolstoi

O Caminhante...

HARMONIA

HARMONIA
SEM PALAVRAS...UM MOMENTO